Sobre Arrependimentos

Se eu tenho algum arrependimento?! Vários, muitos. Uma verdadeira coleção deles. Acho que não conheço ninguém imune a isso. Tem de arrependimentos bobos, até àqueles que pesam durante uma vida inteira. Tenho procurado fugir disso, me desfazer do peso das minhas escolhas e decisões ‘erradas’.

Arrependimentos não devem ser âncoras impedindo a viagem de prosseguir. Entendi que eles devem servir de aprendizado. Evitar arrependimentos tem a ver com ter experiência, além de um bom senso crítico para avaliar as possibilidades e o alcance de uma decisão ou atitude a longo prazo. São coisas que não adianta, só são adquiridas com o tempo. Ter uma cabeça aberta e arejada ajuda, ser paciente também.

A maioria dos meus arrependimentos se acumulam entre os meus 15 e 18 anos, época que tudo isso me faltava, a experiência, o senso crítico, a cabeça arejada e principalmente a paciência e um outro fator, nesse caso externo, que fez muita falta, orientação.

Fui muita tímida, mas mais tímida do que hoje sou, na época do ensino médio, me arrependo de ter deixado essa timidez interferir tanto na minha vida. Me arrependo de não ter feito muitos amigos por conta disso. Mas principalmente, me arrependo de não ter mantido a amizade com os poucos amigos que tive nessa época. Amizades que foram desfeitas por conta de uma porção de escolhas erradas e situações que não soube lidar.

Me arrependo de não ter mais comigo minhas agendas antigas onde escrevia o que sentia, onde escrevia contos e histórias que me ajudavam a lidar com a realidade, onde as poucas amigas que tinha escreviam frases pra me animar. As agendas que guardavam cartas e segredos compartilhados. Segredos que se perderam por conta da minha presa boba de ser gente grande.

Me arrependo de não ter concluído o primeiro curso de web design que fiz. Não me lembro o motivo real de ter largado o curso. Não me lembro o motivo real de ter feito ou deixado de fazer várias coisas que poderiam ter modificado o que me tornei hoje. São esses arrependimentos grandes, que pesam, que dão trabalho de serem metamorfoseados em ensinamentos.

Também não me lembro por qual razão interrompi meu tratamento ortodôntico. Ainda não me sinto absolutamente  a vontade com a falha entre meus dentes da frente. Mas aprendi a lidar com isso. Da mesma forma que tenho aprendido a lidar com as espinhas que fizeram residência nas minhas bochechas. Queria poder dar uma chacoalhada na minha eu de 15 anos, dizer pra ela que aqueles cravinhos eram bobagens, dizer pra ela não deixar eles abalarem tanto sua autoestima. Talvez se não tivesse encanado tanto com a pele perfeita naquela época hoje não tivesse que lutar contra problemas reais de pele, esse arrependimento tá na cara.


Instagram ancora-icone-blog-queimei-meus-navios Twitter ancora-icone-blog-queimei-meus-navios Facebook ancora-icone-blog-queimei-meus-navios Filmow ancora-icone-blog-queimei-meus-navios Skoob ancora-icone-blog-queimei-meus-navios Flickr 

Anúncios

2 comentários sobre “Sobre Arrependimentos

  1. Eu consigo controlar um pouquinho meus arrependimentos, mas tem hora que não dá e ele bate com força e fica te torturando e vários pensamentos… Sentimento nada fácil de lidar…

    Belo texto

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s